Internet, Navegação, Navegadores e Pesquisa de Criação de Sites

criação-de-sites
Criação de Sites

A Internet é uma rede de comunicação de milhões de
computadores conectados, ganhamos muito com as empresas de criação de sites que oferece inúmeros serviços. São
bilhões de páginas publicadas sobre os mais variados temas,
organizadas em criação de sites – “conjunto de páginas ou ambiente na
internet que é ocupado com informações (textos, fotos,
animações gráficas, sons e até vídeos) de uma empresa, governo, pessoa, etc. É o mesmo que site, e para isso é preciso de empresas de Criação de Sites”.

De onde surgiu a Internet?


A tecnologia e conceitos fundamentais utilizados pela
Internet surgiram de projetos conduzidos ao longo dos anos 60
pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Esses
projetos visavam o desenvolvimento de uma rede de
computadores para comunicação entre os principais centros
militares de comando e controle que pudesse sobreviver a um
possível ataque nuclear.

Ao longo dos anos 70 e meados dos anos 80 muitas
universidades conectaram-se a essa rede, o que moveu a
determinação militarista do uso da rede para um fundamento
mais cultural e acadêmico. Nos meados dos anos 80 a NSF –
National Science Foundation dos EUA (algo como o CNPq do
Brasil) constitui uma rede de fibra ótica de alta velocidade
conectando centros de supercomputação localizados em pontos
chave no EUA. Essa rede da NSF, chamada de “backbone
(espinha dorsal) da NSF”, teve um papel fundamental no
desenvolvimento da Internet nos últimos 10 anos por reduzir,
substancialmente, o custo da comunicação de dados para as
redes de computadores existentes, que foram amplamente
estimuladas a se conectar ao “backbone” da NSF. O controle da
“backbone” mantido pela NSF encerrou-se em abril de 1995,
sendo passado, em sua grande totalidade, para o controle
privado. Ao longo dos últimos 5 anos e, especialmente, nos
últimos dois anos, o interesse comercial pelo uso da Internet
cresceu substancialmente. Muito possivelmente o interesse
comercial, ao lado do cultural e acadêmico, constituirá a principal
motivação para utilização da Internet nos próximos anos.
Que tipo de informação podemos encontrar na Internet?
Navegar na Internet é o ato de passear pela web,
movendo-se de um website para outro, seguindo links – “uma
ligação.

Também conhecido em português pelo correspondente termo inglês, hyperlink. É uma referência que consta em um
documento em hipertexto que leva e/ou liga a outro documento
ou a outro recurso.

É possível realizar pesquisas na Internet – “rede em escala
mundial de milhões de computadores conectados, também
conhecida como web” – utilizando programas de navegação para
localizar informações e ferramentas de busca, que possibilitam
refinar os resultados encontrados sobre um determinado assunto.

Vamos navegar?

Navegar na Internet é como andar por uma cidade. Os
nomes das ruas e os números das residências das cidades são
organizados para facilitar a localização dos endereços. Cada
página (site) também tem o seu endereço.

Veja um exemplo:

  http://www.mec.gov.br

http:// (HyperText Transfer Protocol) Protocolo de transferência de Hipertexto, é o protocolo utilizado para transferências de páginas Web. É o protocolo de identificação e transferência de
documentos na Internet;

www – significa que o endereço está na World Wide Web;
mec – é o domínio (nome registrado do site;
gov – é o código para sites de instituições governamentais;
br – é o código para sites registrados no Brasil.

OBS: Os Estados Unidos organizaram a internet. Por isso é o
único país que não usa sigla identificadora em seus sites e
endereços eletrônicos.

www: Significa que esta é uma página Web ou seja, aqui é
possível visualizar imagens, textos formatados, ouvir sons,
músicas, participar de aplicações desenvolvidas em Java ou
outro script. Resumindo, é a parte gráfica da Internet

Dicas: Criação de Sites

Uma habilidade fundamental para trabalhar com o
computador é a de ler a tela com atenção – prestar atenção nas
mensagens que nela aparecem quando se clica em alguma
coisa; estar atento aos menus e submenus; verificar o endereço
digitado antes de pressionar o botão IR ou ATUALIZAR ou a tecla
ENTER, pois um erro de digitação pode levá-lo a um site
diferente do desejado.

Cada endereço na internet tem um único URL –
Abreviação de Uniform Resource Locator. Trata-se de uma
forma padronizada de especificar o endereço de qualquer
recurso, site ou arquivo existente em um servidor da WWW. Os
URLs correspondem a um número que identifica determinado
computador em toda a internet.

URLs começam com letras que identificam o tipo de
endereço, como “http”, “ftp”, etc. Essas letras são seguidas por
dois pontos (:) e duas barras (//). Em seguida, o nome do
computador é listado, seguido de um diretório e do nome do
arquivo.

Agora observe os endereços a seguir.

• O que tem em comum com o endereço do MEC?
• O que eles diferem do endereço do MEC?

www.cade.com.br – Cadê, site comercial (.com) localizado no
Brasil (.br).

www.google.com – Google, site comercial (.com) localizado nos
Estados Unidos.

www.linux.org – site dedicado ao sistema operacional Linux, de
uma organização não-governamental (.org).

www.ufcg.edu.br – Portal da Universidade Federal de Campina
Grande. O (.edu) designa que é uma instituição educacional.

Ou seja:
.org : Indica que o Website é uma organização.
.edu: Indica que o Website é uma organização educacional
.gov: Indica que o Website é uma organização governamental.
.com: Indica que o Website é uma organização comercial.
.br: Indica que o Website é uma organização localizada no
Brasil, assim como na França é “.fr” e EUA “.us”

Para podermos “navegar” pela internet, ou acessar os
conteúdos pertinentes a ela, temos que usar aplicativos
(programas) chamados navegadores. Um navegador (também
conhecido como web browser ou simplesmente browser) é um
programa que habilita seus usuários a interagirem com
documentos *HTML (linguagem de internet) hospedagem de sites em um
*servidor Web.  A maior coleção interligada de documentos
*hipertexto, dos quais os documentos HTML são uma
substancial fração, é conhecida com a World Wide Web.

*HTML (acrônimo para a expressão inglesa HyperText Markup Language, que significa
Linguagem de Marcação de Hipertexto) é uma linguagem de marcação utilizada para produzir
páginas na Web. Documentos HTML podem ser interpretados por navegadores.
*Servidor Web é um programa de computador responsável por aceitar pedidos HTTP de clientes,
geralmente os navegadores, e servi-los com respostas HTTP, incluindo opcionalmente dados, que
geralmente são páginas web, tais como documentos HTML com objetos embutidos (imagens, etc.)
*Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual agregam-se outros
conjuntos de informação na forma de blocos de textos, imagens ou sons, cujo acesso se dá
através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. Esses links
ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e
têm a função de interconectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob
demanda a informações que estendem ou complementam o texto principal.

História dos Navegadores


Tim Berners-Lee, que foi um dos pioneiros no uso do
hipertexto como forma de compartilhar informações, criou o
primeiro navegador, chamado World Wide Web, em 1990, e o
introduziu como ferramenta entre os seus colegas do *CERN em
Março de 1991. Desde então, o desenvolvimento dos
navegadores tem sido intrinsecamente ligado ao
desenvolvimento da própria Web.
A Web, entretanto, só explodiu realmente em popularidade
com a introdução do NCSA Mosaic, que era um navegador
gráfico (em oposição a navegadores de modo texto) rodando
originalmente no Unix. Marc Andreesen, o líder do projeto Mosaic
na NCSA, demitiu-se para formar a companhia que seria
conhecida mais tarde como Netscape Communications
Corporation.
A Netscape lançou o seu produto líder Navigator em
Outubro de 1994, e este tornou-se o mais popular navegador no
ano seguinte. A Microsoft, que até então havia ignorado a
Internet, entrou na briga com o seu Internet Explorer, comprado
às pressas da Splyglass Inc. Isso marcou o começo da Guerra
dos browsers, que foi a luta pelo mercado dessas aplicações
entre a gigante Microsoft e a companhia menor largamente
responsável pela popularização da Web, a Netscape.

Tim Berners-Lee

*CERN: A Organização Europeia para Investigação Nuclear, mais conhecida pelo acrônimo
CERN, do francês “Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire” (Conselho Europeu para
Pesquisa Nuclear), é o maior centro de estudos sobre física de partículas do mundo. Localiza-se
em Meyrin, perto de Genebra, na Suíça.

*UNIX – primeiro Sistema operacional multitarefa criado na década de 60.
A Netscape liberou o seu produto como código aberto,
criando o Mozilla. A companhia acabou sendo comprada pela
AOL no fim de 1998. O Mozilla, desde então, evoluiu para uma
poderosa suíte de produtos Web com uma pequena mas firme
parcela do mercado.

Conheça alguns Navegadores
Windows Internet Explorer, também conhecido pelas
abreviações IE, MSIE ou WinIE, é um navegador de internet de
licença proprietária produzido inicialmente pela Microsoft em 23 de agosto de 1995. É o navegador mais usado nos dias de hoje.

Netscape Navigator (conhecido anteriormente por
Netscape *Browser, Netscape Communicator ou simplesmente
Netscape) foi um browser para internet feito pela Netscape. O
Netscape Navigator possui todas as características de um
browser moderno.

*Browser – Navegador, também conhecido como Web browser ou simplesmente browser, termos
em inglês, é um programa que habilita seus usuários a interagirem com documentos virtuais.
Opera é um navegador Web desenvolvido pela empresa
Opera Software. O Opera trabalha com tarefas comuns
relacionados a Internet, como a exibição de web sites, enviar e
receber mensagens de correio eletrônico, a gestão de contatos,
bate-papo on-line, download de arquivos, *BitTorrent, etc. O
Opera é oferecido gratuitamente, para os computadores pessoais
e telefones celulares.

*BitTorrent é um protocolo de processamento rápido que permite ao utilizador fazer download
(descarga) de arquivos indexados em web sites.
Mozilla Firefox é um navegador livre e *multi-plataforma
desenvolvido pela Mozilla Foundation (em português: Fundação
Mozilla) com ajuda de centenas de colaboradores. A intenção da
fundação é desenvolver um navegador leve, seguro, intuitivo e
altamente extensível.

*Diz-se multiplataforma um programa ou sistema que roda em mais de uma plataforma (Ex:
Windows, Linux, etc.), como o Mozilla Firefox, ou que roda programas ou sistemas de mais de
uma plataforma.

Iceweasel é um browser para a Internet de código aberto
exclusivamente destinado às distribuições Linux baseadas no
*Debian. É idêntico ao Mozilla Firefox, que não pode ser
distribuido juntamente com o Debian por ter a marca e o ícone
patenteados pela Fundação Mozilla, uma vez que o conteúdo
distribuído com o Debian deve ser totalmente livre. O nome foi
proposto por oposição ao significado da palavra Firefox
(literalmente, “raposa de fogo”). “Iceweasel” significa literalmente
“doninha de gelo”.

*Debian é simultaneamente o nome de uma distribuição não comercial livre (gratuita e de código
fonte aberto) de GNU/Linux (amplamente utilizada) e de um grupo de voluntários que o mantêm à
volta do mundo.

No Paraná Digital, temos uma versão Iceweasel de
navegador com uma interface gráfica um pouco diferente, porém
com todas as funções originais desse navegador. Veja a imagem:

O SEU NAVEGADOR

Os principais botões de navegação
Abaixo, as funções de cada botão de seu navegador no
PRD.

Na barra de endereços é que você irá digitar o endereço
das páginas que deseja visitar. Para que a página carregue, você
deve apertar a tecla “Enter” do teclado após terminar de digitar o
endereço desejado, ou apenas clicar no botão “ir” localizado
à direita da barra de endereços.

O botão “voltar” possibilita voltar à página em que você
acabou de sair, ou seja, se você estava na página do Ministério
Público e agora foi para a do Supremo Tribunal Federal, este
botão possibilita-lhe voltar para a do Ministério Público, sem ter
que digitar o endereço (URL) novamente na barra de endereços.
O botão “avançar” tem a função invertida ao botão
voltar citado acima.

O botão “parar” tem como função obvia parar o
download da página em execução, ou seja, se você está
baixando uma página que está demorando muito utilize o botão
parar para finalizar o download.

O botão “recarregar” (ou atualizar) tem como função
rebaixar (ou baixar novamente) a página em execução, ou seja,
ver o que há de novo na mesma. Geralmente utilizado para rever
a página que não foi completamente baixada, falta figuras ou
textos.

O botão “início” (ou página inicial) tem como função ir
para a página que o seu navegador está configurado para abrir
assim que é acionado pelo usuário. No PRD a página inicial é a
do Portal Dia a dia Educação. (www.diaadiaeducacao.pr.gov.br)
O botão “histórico” é que podemos encontrar todas as
páginas visitadas recentemente.

MÁQUINAS DE BUSCA

Na medida em que a internet fortalece seu papel como
fonte de informações e de transações comerciais, cresce a
necessidade de se aumentar a presença das Máquinas de
Busca.

Máquina de busca, mecanismo de busca ou buscador é
um website especializado em buscar e listar páginas da internet a
partir de palavras-chave indicadas pelo utilizador.
É um mecanismo projetado para encontrar informações
armazenadas em um sistema computacional.
Os mecanismos de busca ajudam a reduzir o tempo
necessário para encontrar informações e a quantidade de
informações que precisa ser consultada.

Veja no gráfico as máquinas de busca mais utilizadas:
Veja que o Google é a Máquina de busca mais utilizada no
mundo com quase metade dos acessos a esse tipo de
ferramenta, em segundo lugar temos o Yahoo e em terceiro o
MSN, seguido de AOL (Dmoz) e Ask.

Um exemplo de pesquisa nos cuscadores: Criação de Sites , com isso por exemplo esperamos um resultado com empresas especializadas em criação de sites e que também possam hospedar o sites desenvolvido.

Vamos conhecer algumas Máquinas de Busca: GOOGLE

O serviço foi criado a partir de um projeto de doutorado
dos então estudantes Larry Page e Sergey Brin da Universidade
de Stanford em 1996.
Surgiu devido à frustração dos seus
criadores com os sites de busca da época e teve por objetivo
construir um site de busca mais avançado, rápido e com maior
qualidade de links.

O endereço é: www.google.com.br

YAHOO

O Yahoo! é a segunda página mais visitada da Internet
depois do Google. Foi fundado por David Filo e Jerry Yang,
formandos da Universidade de Stanford em janeiro de 1994 e
incorporado no dia 2 de março de 1995.

O endereço é: http://br.yahoo.com/

MSN

MSN ou Microsoft Service Network é uma rede de serviços
oferecidos pela Microsoft em suas estratégias envolvendo
tecnologias de Internet.
O endereço é: http://br.msn.com/

DMOZ

Projeto de Diretório Aberto, conhecido também por ODP
ou Dmoz (Directory Mozilla) é um projeto que conta com a
colaboração de vários voluntários que editam e categorizam
várias páginas da internet.
O endereço é: http://www.dmoz.org

ASK

É o quinto buscador mais popular da web. Perde, na
ordem, para Google, MSN e Yahoo!. Pode parecer pouco, mas
isso o põe entre os sites mais visitados da internet, à frente do
New York Times – não só o mais importante jornal dos EUA
como um dos melhores sites informativos.

O endereço é: www.ask.com

Utilizando as Máquinas de Busca
O Google é a máquina de busca mais estudada e
conhecida por todas. Por isso vamos conhecer algumas dicas de
pesquisa que vão nos ajudar a realizar uma pesquisa mais
eficiente nessa máquina de busca.
Para abrirmos o navegador nas máquinas do laboratório
do PRD, devemos clicar no menu Aplicativos / Internet /
Buscador.

Dessa forma abrimos a página do Google (ou com o
navegador já aberto, através do endereço www.google.com.br)

Como fazer pesquisa de imagens?

Veja que na parte superior esquerda da página do Google,
temos um menu (azul) onde temos várias opções de ferramentas
dentro desse buscador. Devemos clicar na opção “Imagens”.
Depois disso, digitamos o nome da pesquisa desejada e
clicamos em “Pesquisar Imagens”.

Aparecerá uma nova tela com várias opções de imagens
com o mesmo tema, agora é só clicar na miniatura desejada.
Depois disso a tela se dividirá em duas. Na parte superior,
mais uma vez a miniatura aparece, e na parte inferior, de onde
essa imagem está sendo copiada.

Clicamos mais uma vez na miniatura e a imagem aparece
sozinha na tela. Levamos o mouse sobre a imagem e clicamos
com o botão direito sobre ela. Então clicamos com o botão
esquerdo na opção “Salvar imagem como”.

Aparecerá uma caixa de diálogo, onde você deverá digitar
o nome da imagem e a *extensão de arquivo “.jpg”, que é o
formato de imagem que a TV multimídia reconhece. Por último
clicamos em “Salvar”

*A extensão do nome de um arquivo existe para diferenciar os vários arquivos externamente ao
seu conteúdo. Consiste em apenas alguns caracteres (letras) (3 ou 4,atualmente) no final do
nome, precedidos por um ponto. Determina o programa responsável pela leitura do arquivo.
Localização de arquivos pela extensão (filetype)
A expressão filetype (tipo de arquivo) é usada quando
precisamos encontrar um arquivo com sua extensão definida.
Queremos, por exemplo, encontrar um documento de
texto que fale sobre educação. Então digitamos na barra de
pesquisa do navegador a seguinte expressão: Educação filetype:doc

Ou seja: “Tema da pesquisa” + espaço + filetype: + extensão do
arquivo (Ex: .doc)

Antes de prosseguirmos, conheça algumas extensões de
arquivo:
.avi – Vídeo. Formato dos arquivos DivX. Visualizado por vários programas.
.bmp – Imagem, pode ser aberto em qualquer visualizador ou editor de
imagens

.doc – Texto do Microsoft Word.
.exe – Executável (programa).
.gif – Graphical Interchange Format – Arquivo compactado de imagem.
.html (ou .htm) – Hiper Text Markup Language. É uma página para a Internet.
.jpg – Imagem. Bastante compactado.
.mid – Áudio. Com pequeno tamanho, muito usado na Internet.
.mp3 – Áudio. Padrão MPEG Audio Layer 3 (AC3), que aceita compressão em
vários níveis.
.mpg – Vídeo compactado. Vísível em muitos players. É usado para gravar
filmes em formato VCD.
.mpeg – Vídeo.
.odp – OpenDocument – Apresentação. Pode ser aberto pelo BrOffice.org
Impress
.ods – OpenDocument – Planilha. Pode ser aberto pelo BrOffice.org Calc
.odt – OpenDocument – Texto. Pode ser aberto pelo BrOffice.org Writer
.pdf – Portable Document Format – Permite visualizar o documento,
independentemente do sistema operacional ou do programa utilizado na sua
criação.
.png – Imagem. Voltado para a Web. É aberto em por quase todos os
programas de imagens.
.pps – Apresentação do Microsoft PowerPoint, na tela toda.
.ppt – Apresentação do Microsoft PowerPoint, slide a slide.
.rar – Arquivo compactado. Formato de compressão bastante popular
.sys – Arquivo de sistema.
.txt – Texto. Admite pouca formatação.
.vob – Vídeo de alta qualidade, usado para armazenar filmes em DVD.
.xls – Planilha. Do Microsoft Excel.
.wav – Áudio. Sem compactação.
.zip – Arquivo compactado muito popular.

Veja que o Google mostra opções de pesquisa apenas
com esse tipo de extensão.

Localização de páginas semelhantes.
Esse recurso serve para localizarmos mais facilmente
páginas que tenham o mesmo assunto da página pela qual nos
interessamos.

Por exemplo, pesquisamos o tema “Pesquisa na web”.
Clicamos no link “Páginas semelhantes” abaixo RO
resumo da página desejada.

O buscador mostra uma nova página com links de páginas
semelhantes àquela pela qual nos interessamos inicialmente.
Procura por expressões.

Quando queremos ter uma pesquisa mais precisa e
queremos encontrar expressões exatamente iguais como quando
as digitamos devemos digitar essa expressão entre aspas.

É dessa forma que descobrimos, por exemplo, se um aluno copiou
um trabalho com um texto na íntegra da internet “colou” em seu
documento e entregou para o professor.

Digite o tema da pesquisa desejada entre aspas na barra
de pesquisa do navegador.

Ex: “Educação Infantil Indígena
Ex: “Criação de Sites
Perceba que o tema aparece sempre com as palavras
juntas nas opções de pesquisa.

Definição de termos (criação de sites).

Quando queremos saber o que significa algum termo ou
palavra que não conhecemos, usamos a expressão “define”.
Ex: Queremos ter uma definição da palavra “Educação”. Então
digitamos: define: educação
Ou seja, digitamos a expressão:
define: + palavra desejada (Ex: Educação).
Encontramos com isso várias definições para a expressão
desejada “Educação” e os links (em verde) de onde estão sendo
tiradas essas definições.

POR QUE A INTERNET É IMPORTANTE?

A Internet é considerada por muitos como um dos mais
importantes e revolucionários desenvolvimentos da história da
humanidade. Pela primeira vez no mundo, um cidadão comum
ou uma pequena empresa pode (facilmente e a um baixo custo),
não só ter acesso a informações localizadas nos mais distantes
pontos do globo, como também – e é isso que torna a coisa
revolucionária – criar, gerenciar e distribuir informações em larga
escala, no âmbito mundial, algo que somente uma grande
organização poderia fazer, usando os meios de comunicação
convencionais. Isso, com certeza, afetará substancialmente toda
a estrutura de disseminação de informações existente no mundo,
a qual é controlada, primariamente, por grandes empresas. Com
a Internet, uma pessoa qualquer (um jornalista, por exemplo)
pode, de sua própria casa, oferecer um serviço de informação
baseado na Internet, a partir de um microcomputador, sem
precisar da estrutura que, no passado, só uma empresa de
grande porte poderia manter. Essa perspectiva abre um enorme
mercado para profissionais e empresas, interessados em
oferecer serviços de informação específicos.

ATIVIDADE 3

3.1 – Pesquisar uma imagem referente a sua disciplina utilizando
a máquina de busca Google e sua opção de busca de imagem,
capturá-la e enviá-la para o email de seu tutor em anexo e
escrever no email por que essa imagem é importante em sua
disciplina e/ou para suas aulas.

3.2 – Pesquise um documento de texto “.doc” utilizando a
expressão “filetype:” referente a sua disciplina e envie em anexo
para seu tutor.

Disponível em:

http://www.mediasavoie.com/images/internet_02.jpg
http://www.brasilescola.com/informatica/navegador.htm
http://pt.wikipedia.org
http://www2.ufpa.br/dicas/progra/arq-exte

Créditos do texto acima:  NÚCLEO REGIONAL DE TELÊMACO BORBA

Coordenação Regional de Tecnologia na Educação

Telêmaco Borba – PARANÁ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *